top of page

Mei Caminhoneiro e suas vantagens

A formalização do trabalho por meio do MEI Caminhoneiro representa um avanço significativo para os profissionais do transporte rodoviário de cargas. 



Formalizaçãon é vitória.

Ao aderir a essa categoria, o caminhoneiro obtém um CNPJ, o que facilita a abertura de conta bancária empresarial, o acesso a créditos e a realização de compras em nome da empresa.


Além disso, estar formalizado como MEI permite ao caminhoneiro contribuir para a Previdência Social, o que lhe confere direito a uma série de benefícios previdenciários. Isso inclui não apenas a aposentadoria por idade ou por invalidez, mas também o auxílio-doença, o salário-maternidade e a pensão por morte para os dependentes.


Outra vantagem é a possibilidade de emitir notas fiscais, o que amplia as oportunidades de negócios, pois muitas empresas contratantes exigem esse documento. Ademais, o MEI Caminhoneiro pode participar de licitações públicas, aumentando assim suas chances de obter contratos governamentais. Essa formalização é um passo importante para a valorização do profissional e para a segurança econômica no setor de transporte de cargas.


Para se tornar um MEI Caminhoneiro, é necessário

cumprir os seguintes requisitos:


  • Exercer exclusivamente uma das atividades econômicas previstas para o MEI Caminhoneiro, como transporte autônomo de carga municipal, intermunicipal, interestadual, internacional, produtos perigosos e mudanças.

  • Estar em dia com as obrigações fiscais e não possuir CNPJ nulo ou baixado.

  • Não ser titular, sócio ou administrador de outra empresa e não participar de outra empresa como titular, sócio ou administrador.

  • Não ter mais de um estabelecimento e não possuir filial.

  • Faturar até R$ 251,6 mil de faturamento anual, valor proporcional no ano de abertura.

  • Recolher contribuições ao INSS com base em 12% do salário mínimo, além de R$ 5,00 de ISS ou R$ 1,00 de ICMS, se for contribuinte desses impostos.

  • Realizar a inscrição na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o cadastramento do motorista e do veículo no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC), quando necessário.



Ligações Externas

Comentários


bottom of page