top of page

Trem-bala SP-Rio está previsto para 2032; como funciona o transporte?

Ele ligará São Paulo e Rio de Janeiro em uma extensão de 380 quilômetros, em um percurso que poderá ser realizado em uma hora e 30 minutos


Crédito Ingrid Oliveira – Byte / Terra


Novo trem-bala promete simplificar a viagem Rio-SP / Reprodução

Paulistas e fluminenses parecem que vão ter um bom motivo para comemorar na próxima década. Um projeto prometido há anos pode estar finalmente saindo do papel: trata-se do trem-bala que ligará São Paulo e Rio de Janeiro em uma extensão de 380 quilômetros, em um percurso que poderá ser realizado em uma hora e 30 minutos.

Para fins de comparação, em média uma viagem de avião dura 55 minutos. E de carro, o motorista pode levar até seis horas.


O chamado Trem de Alta Velocidade (TAV) foi motivo de discussões inflamadas na década passada e acabou fracassando em sua modelagem original, bancada pelo governo federal.

Agora a empresa paulista TAV Brasil, voltada a trens de alta velocidade, conseguiu autorização da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) para implantar e operar um novo sistema do tipo com o programa Pro Trilhos, que abriu a possibilidade para que ferrovias privadas sejam construídas tanto para carga quanto para passageiro O custo estimado de todo o projeto é de R$ 50 bilhões.


Trecho que deve operar o trem-bala São Paulo-Rio de Janeiro / Foto: Divulgação

Como funciona o transporte - A ideia é implantar uma ferrovia apenas entre as capitais paulista e fluminense, com duas estações intermediárias, em São José dos Campos (SP) e Volta Redonda (RJ).


As estimativas são de que o traçado preliminar proposto seja de 378 km e evite a região central de São Paulo e do Rio. O veículo pode atingir uma velocidade de 350 km/h e deve diminuir em áreas mais densas, segundo o documento.


As informações preliminares são de que o trem de alta velocidade usará veículos com tração por eletricidade e alimentação por catenária, um sistema de distribuição e alimentação elétrica aérea.


Estima-se que 45 composições com configuração de 10 ou 20 vagões e locomotivas do tipo “push-pull” ou automotrizes operem. De acordo com a proposta, o serviço pode ter início em junho de 2032. Não há informações sobre valores de passagens ou quantos passageiros poderão ser transportados.


Comments


bottom of page