top of page

TRANSPORTADORA FERROVIÁRIA EUROPÉIA USA SISTEMA AUTOMATIZADO P/O CARREGAMENTO DE CAMINHÕES EM VAGÕES


Não são necessários guindastes, terminais especializados, apenas uma pista de asfalto localizada ao lado da conexão ferroviária.


Texto escrito com base no original em inglês produzido por Calum Ciro, para o site Tech EU


Inovação ferroviária diminui emissões de CO2

A operadora ferroviária de carga alemã Helrom, desenvolveu um novo sistema que permite o carregamento de vagões ferroviários com caminhões sem a necessidade de terminais especializados ou guindastes. O sistema recebeu recentemente uma subvenção de € 15 milhões do departamento federal de transportes e assuntos digitais da Alemanha.


A tecnologia funciona por meio de um trator terminal que pode transferir vagões de carga da estrada para a ferrovia usando praticamente qualquer unidade de semi reboque padrão. O sistema se dobra lateralmente e pode ser transferido para qualquer local ferroviário, sem exigir grandes obras de construção. O serviço é totalmente automatizado e é orquestrado por meio de software e protocolos sem fio, conectados a uma plataforma operada por sistema hidráulico que gira sob o caminhão para receber, proteger e elevar o reboque em seu novo modo de transporte.


As cargas de carga são fixadas na plataforma de vagões da Helrom usando a combinação de um pino para parafusar o reboque na posição e uma trava mestra, proporcionando um nível extra de segurança. Os caminhões podem se mover para a plataforma horizontalmente, por meio de uma superfície de asfalto perto da linha férrea.


A operadora, dedicou recursos de P&D e comercialização ao novo sistema, porque pode ajudar a alcançar a integração vertical no setor de transporte de carga e incentivar mais viagens de carga por ferrovia, reduzindo as emissões. O sistema também pode aumentar a quota de mercado do transporte ferroviário de cargas úteis de mercadorias, que atualmente é de apenas 2%.


A tecnologia da Helrom pode contribuir para a redução das emissões de CO2 do transporte rodoviário, que é responsável por um quinto das emissões de CO2. Os reboques de caminhões representam cerca de 74% do tráfego rodoviário de mercadorias [na Europa ], mas muitos deles não podem ser rebocados pelos operadores europeus de guindastes, o que significa que os preços dos vagões ferroviários são exorbitantemente elevados.


Com o sistema Helrom, a transportadora ferroviária de carga alemã pode aumentar sua quota de mercado e contribuir para uma logística de transporte mais eficiente e sustentável.


Comments


bottom of page