top of page

Startup canadense de transporte aéreo de carga planeja voos autônomos para entregas em áreas remotas

A empresa diz que seu objetivo é reduzir os custos e o tempo de envio de mercadorias para comunidades isoladas, usando O primeiro teste está previsto para acontecer em 2024, em parceria com uma companhia aérea local.


Pelos grotões do Canadá

Leitura rápida:

  • Ribbit é uma startup canadense de transporte aéreo de cargas

  • Ela planeja testar voos sem piloto para entregas.

  • Já realizou alguns testes bem-sucedidos de seus voos sem piloto,)

  • Testes complementares serão feitos em áreas remotas do Canadá

  • A ideia é reduzir custos e aumentar a eficiência

  • A empresa usa drones de asa fixa com capacidade de carga de 20 kg

  • Os drones podem voar até 100 km de distância e pousar em pistas curtas

  • A Ribbit espera obter a aprovação das autoridades aeronáuticas em breve

  • O objetivo é iniciar as operações comerciais em 2024


A Ribbit foi fundada em 2019 por um grupo de engenheiros e empresários que têm experiência em aviação, tecnologia e logística. A empresa desenvolveu uma plataforma de software que permite controlar remotamente aeronaves não tripuladas, usando inteligência artificial e comunicação via satélite. A plataforma também integra os dados de voo com os sistemas de gerenciamento de carga e de rastreamento dos clientes.


A empresa já possui uma frota de 10 aeronaves Cessna 208 Caravan, que são aviões monomotores com capacidade para transportar até 1,5 tonelada de carga. Esses aviões foram modificados para operar sem piloto, mas ainda podem ser pilotados manualmente se necessário. A intenção é expandir sua frota para 50 aeronaves até 2025, e também está estudando a possibilidade de usar drones para entregas menores.


Pretende-se com esse projeto atender às demandas de transporte de cargas em áreas remotas do Canadá, como as regiões norte e ártica, onde há pouca infraestrutura aeroportuária e rodoviária, e onde as condições climáticas são adversas. A empresa afirma que seus voos sem piloto podem reduzir o tempo de entrega em até 50%, além de diminuir os custos operacionais em até 30%. A empresa também destaca os benefícios ambientais de sua proposta, pois seus aviões consomem menos combustível e emitem menos poluentes do que os aviões convencionais.


Já foram realizados testes bem-sucedidos de seus voos sem piloto, com autorização da Agência de Transporte do Canadá (Transport Canada). Espera-se agora que obtenha certificação completa para iniciar suas operações comerciais em 2024. Alguns de seus clientes potenciais são empresas de mineração, petróleo e gás, saúde, agricultura e comércio eletrônico, que demonstraram interesse em contratar seus serviços.


A Ribbit é uma das pioneiras no mundo na área de transporte aéreo de cargas com aeronaves autônomas e espera se tornar uma referência global nesse segmento. Acredita que sua tecnologia pode revolucionar o setor de logística, e também contribuir para o desenvolvimento econômico e social das áreas remotas do Canadá.





 

Ligações externas:

Comments


bottom of page