RONDÔNIA INVESTE NA MELHORIA DE SUAS RODOVIAS

Atualizado: 14 de jan.

Com obras de pequeno e médio porte, Rondônia desenvolve programa de manutenção em rodovias do Estado.

Tendo como principais atividades econômicas os agronegócios, o extrativismo mineral e o controverso extrativismo vegetal em razão do corte de madeira - Rondônia seria o terceiro estado que mais desmata no Brasil - e com pauta de exportações voltada predominantemente para carne bovina congelada, soja, estanho bruto, madeira cortada e miúdos comestíveis, o Estado de Rondônia possui apenas 7% dos seus 24 mil quilômetros de rodovias pavimentados.

Em termos proporcionais esse percentual representa, em relação aos números nacionais captados por pesquisa da CNT em 2018, pouco menos que os já pífios 12,4%. Será que Rondônia e o Brasil precisam de transporte? Os números parecem indicar que não. E depois há quem insista na falácia de que o Brasil é um país rodoviarista!

O mínimo que se espera de qualquer governo em uma situação como esta é que pelo menos mantenha ou melhore minimamente as condições do pouco que se tem. A julgar pelas publicações oficiais do governo rondoniense, seria exatamente o que está acontecendo neste mês de abril de 2021. Segundo palavras do governador Marcos Rocha, há mais de 50 frentes de serviços do DER em execução por todo o estado que tem sob sua responsabilidade mais de 6.500 quilômetros de rodovias com e sem pavimentação.

TRC ON TIME fez um pequeno levantamento de algumas dessas ações publicadas recentemente pelo governo estadual. Presumindo de boa fé que as informações estejam corretas, apresentamos aqui algumas delas.

Ariquemes – RO 421

Estão em andamento as obras das duas cabeceiras da ponte sobre o rio Jamari, na rodovia RO 421, na região de Ariquemes, que ao ser concluída, pasmem, foi entregue sem elas.

Para prolongar ainda mais as aflições da população do Vale do Jamari, a tal obra de arte é estreita e tem pista simples. Em resumo, segundo moradores da localidade é ponto ideal para os recorrentes congestionamentos, acidentes, assaltos, barulho de tiros e até assassinatos, .

Antes da ponte a travessia era feita por balsa.

Governo de Rondônia realiza obras de construção de cabeceiras de ponte sobre o rio Jamari na altura de Ariquemes. A conclusão do serviço beneficiará a população do Vale do Jamari.
Construção de cabeceiras da ponte sobre o Rio Jamari

Ligação entre Jaru e Governador Jorge Teixeira - RO 463


Em 15 de abril, a construção de nova ponte sobre o rio que banha ambos os municípios, foi oficializada pelo governador Marcos Rocha. Localizada a 18 quilômetros de Jaru, será construída em concreto e aço e terá 25m de largura.

Para que a obra fosse possível, foi feito um desvio com uso de tubos em aço galvanizado. A antiga, que não recebia manutenção há mais de 20 anos, representando assim um grande risco potencial, foi retirada para a construção da nova estrutura.

Estima-se que o trabalho esteja concluído em 90 dias ao custo de R$ 1.399.903,46, com recursos do Fundo para Infraestrutura de Transporte e Habitação, o Fitha, mantido pelo governo estadual.

A ponte faz parte da rodovia RO 463 foi construída há 18 anos ligando a BR 364 a Governador Jorge Teixeira. Após padecer de sistemática falta de manutenção,está agora sendo recapeada. Esse abandono causa, nas palavras do Diretor Geral do DER, Elias Rezende, “grandes transtornos à população”, o que, aliás não chega a ser uma grande novidade.

Até o momento foram concluídos 5 dos 38 quilômetros previstos. Não se sabe ao certo quando todo o trabalho estará concluído sob justificativa das chuvas que caem sobre a região.

Governador de Rondônia, Marcos Rocha inspecionou as obras de construção de ponte sobre o Rio Unirajara, ligando as cidades de Jaru e  Governador Jorge Teixeira. A obra é financiada pelo Ftha, fundo de Infraestrutura e Habitação mantido pelo governo rondoniense.
Construção de pontes sobre o Rio Ubirajara.

Serras de Tarilândia - RO 464


Uma das forças-tarefa de Rondônia, na busca por melhorias no sistema rodoviário estadual, está concentrada em proporcionar boas condições nas serras da rodovia RO 464, que dá acesso ao distrito de Tarilândia, no município de Jaru.

A rodovia estava abandonada a anos, aliás como muita do Estado. Uma das três serras integrantes do complexo já teve todo o trabalho terminado, da topografia, a correção de uma inclinação problemática até conclusão do asfalto. Para a finalização do serviço, foi feito um colchão drenante para melhorar a drenagem pluvial e realizado um estudo topográfico. Os esforços nas duas outras serras continuam em andamento.

Espera-se que com boa trafegabilidade da rodovia RO-464, seja possível ao produtor rural escoar a produção agrícola. A atração de investimentos para a região também está no radar.


Depois de anos de abandono o governo de Rondônia executa obras de melhoria na rodovoa RO 464, no trecho das três serras da Tarilância.
Obras na RO 464 - Serras da Tarilândia

Estrada da Produção - RO 493


Em 16 de abril foram concluídos os trabalhos de manutenção na RO 493. A rodovia tem extensão de 72 quilômetros que passaram por serviços de execução de revestimento primário (cascalhamento), reconformação da plataforma, com patrolamento, limpeza mecanizada da camada vegetal, escavação de valas para drenagem e recomposição mecanizada de aterro, bem como o assentamento de bueiros metálicos, de tubos, a recuperação de pontilhões de pontes em madeira, serviços de desobstrução de bueiros e a limpeza lateral da rodovia, com auxílio de motoniveladora.

Conhecida como “Estrada da Produção”, a via escoa grande parte do produto agrícola, especialmente para os municípios de Pimenta Bueno, Chupinguaia e para o distrito de Nova Esperança, que movimentam o agronegócio na região que por sua vez movimenta a economia com investimentos da iniciativa privada.

Para Thiago Fajardo, presidente regional do DER em Pimenta Bueno, aquela é “uma região de pequenos proprietários, conhecida por sua terra fértil”. E arremata: “A Estrada da Produção é uma rodovia que frequentemente conta com a manutenção do DER. Sempre esteve em boas condições e esse incremento é um compromisso do Governo de Rondônia, que está acompanhando o agronegócio, garantindo o escoamento da produção”.


Conhecida como Estrada da Produção, a rodovia RO 464  passa por obras de melhorias e manurenção, beneficiando o escoamento de grande parte do produto agrícola dos municípios de Pimenta Bueno, Chupinguaia e para o distrito de Nova Esperança, que movimentam o agronegócio na região que por sua vez movimenta a economia com investimentos da iniciativa privada.
Serras de Tarilândia - RO 464

Espigão D’Oeste - RO 387


A 11ª Residência Regional do DER realiza serviços de recuperação da RO 387, que liga o Espigão D’Oeste à BR 367. Além do tapa buracos em toda a extensão da rodovia, está sendo feita toda sua limpeza lateral.

A execução de todas as obras do programa que vem sendo desenvolvido em Rondônia foi delegada exclusivamente ao DER estadual.





O DER-RO realiza serviços de recuperação da rodovia RO 387, que liga o Espigão D’Oeste à BR 367.
Recuperação da RO 387

Com informações da SECOM/RO, Confederação Nacional do Transporte (CNT) e Infoescola (Amaral, Luciano Monteiro do; Nascimento Milton Antonio do; Produto Interno Bruto Estadual e Municipal. Secretaria de Estado do Planejamento e Desenvolvimento de Roraima. 6 ª edição. Boa Vista: CGEES/SEPLAN – RR, 2010)

 


Com informações da SECOM/RO, Confederação Nacional do Transporte (CNT) e Infoescola (Amaral, Luciano Monteiro do; Nascimento Milton Antonio do; Produto Interno Bruto Estadual e Municipal. Secretaria de Estado do Planejamento e Desenvolvimento de Roraima. 6 ª edição. Boa Vista: CGEES/SEPLAN – RR, 2010)