top of page

RioGaleão agiliza entrega de cargas com novo sistema

O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro implementou um novo sistema de gestão de cargas que reduz em 30% o tempo médio de recebimento. A novidade beneficia os importadores e exportadores que utilizam o terminal, que conta com uma área de 17 mil m² e capacidade para movimentar 100 mil toneladas por ano..


Queda acentuada no tempo de recebimento

Leitura rápida:

  • Sistema Rio Galeão agiliza recebimento de cargas no aeroporto.

  • Tempo médio de liberação de mercadorias cai 30% com novo sistema.

  • Novo sistema aumenta segurança e transparência nas operações de carga.

  • Concessionária investe em tecnologia e infraestrutura para melhorar serviço de carga.

  • Sistema Rio Galeão integra dados de diversos órgãos e agentes envolvidos.

  • Novo sistema facilita o rastreamento e o controle das mercadorias.

  • Sistema Rio Galeão beneficia importadores, exportadores e transportadores.


O novo sistema Rio Galeão, implantado no aeroporto internacional do Rio de Janeiro, tem como meta oferecer benefícios para o setor de cargas. Segundo a concessionária, o sistema reduziu em 30% o tempo médio de recebimento de mercadorias, além de aumentar a segurança e a transparência dos processos.


O processo de controle de carga e trânsito (CCT) para importações aéreas, lançado pela Receita Federal em agosto de 2023 substituiu o sistema Mantra, que estava em operação há 30 anos, e tornou o trâmite das cargas aéreas internacionais totalmente digital, seguindo padrões internacionais da IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo). Com isso, as mercadorias chegam ao Brasil já com os dados conhecidos pelo governo, o que facilita o controle aduaneiro baseado no gerenciamento de risco, identificado pela inteligência da Receita Federal.


Segundo Eduardo Calderelli, gerente de operações de cargas no RIOgaleão, a transição para o novo sistema foi um sucesso e envolveu a integração da cadeia logística do modal aéreo, com a participação dos importadores, companhias aéreas, agentes de carga, transportadores rodoviários, despachantes e a Receita Federal. Ele afirmou que foram quase três anos de muito trabalho, desde a especificação técnica, contratação de fornecedores, mapeamento de processos, gestão de mudanças, avaliação de riscos, mais de mil cenários testados e muito treinamento interno e externo com os parceiros.


Leandro Lopes, gerente comercial da empresa, observou que o processo de recebimento das cargas importadas tornou-se ainda mais eficiente com o CCT. Ele disse que em menos de um mês de implementação do novo sistema, o terminal está performando em apenas 2h19, em média, todo o processo de recebimento físico e sistêmico da carga, a contar da chegada da aeronave. Como comparação, apenas o tempo médio para encerramento dos voos era superior a três horas.


O aeroporto carioca é uma das principais portas de entrada da América Latina, sendo responsável por receber 26% das mercadorias que entram no Estado do Rio de Janeiro. O terminal oferece serviços de armazenagem e movimentação de carga de importação e exportação com padrões internacionais de qualidade para diversos segmentos da indústria e da economia. Com o novo sistema CCT, o terminal espera aumentar ainda mais sua competitividade e atrair novos clientes.




 

Ligações externas:



コメント


bottom of page