top of page

Projeto de reciclagem eletrônica capacita stakeholders e promove economia circular e capacitação par

Empresa dedicada à reciclagem de resíduos eletrônicos, reaproveita os componentes desses equipamentos, captando o CFC que eles contêm, evitando a emissão de gases de efeito estufa para a atmosfera.


Logística reversa e responsabilidade ambiental

Resumo:

  • Projeto de reciclagem eletrônica visa facilitar o reuso de eletroeletrônicos por meio de um sistema de logística reversa

  • Sistema permite a coleta, transporte, triagem, reciclagem, remanufatura e reutilização de produtos eletroeletrônicos, prolongando seu ciclo de vida e reduzindo o impacto ambiental

  • Gerenciamento é feito por uma plataforma virtual em nuvem, apoiada por um sistema de RPA, que otimiza as operações e garante o cumprimento das normas de compliance

  • Programa foi viabilizado pelo edital “Materiais Avançados e Minerais”, da Finep, que concedeu uma subvenção para a criação do protótipo funcional do sistema

  • Iniciativa é pioneira no país e promove a sustentabilidade no ambiente industrial, a capacitação dos stakeholders, a logística reversa e a economia circular


A indústria Fox, empresa dedicada à reciclagem de resíduos eletrônicos, reaproveita os componentes desses equipamentos, captando o CFC que eles contêm, evitando a emissão de gases de efeito estufa para a atmosfera. O projeto, que conta com o apoio da Finep, visa promover a economia circular e a capacitação para a logística reversa, beneficiando o meio ambiente e gerando renda para os envolvidos na cadeia produtiva.


A economia circular é um modelo que busca eliminar o desperdício e a poluição desde o início, manter os produtos e materiais em uso e regenerar os sistemas naturais. Ao aumentar a vida útil dos materiais existentes, menos recursos naturais são extraídos para novos produtos, menos resíduos são produzidos e, consequentemente, o impacto ambiental gerado na economia linear é reduzido.


A reciclagem de equipamentos eletrônicos melhora a qualidade do meio ambiente e também traz consigo outros benefícios, como a geração de empregos, a redução de custos e a inovação tecnológica. Segundo a empresa, o projeto já capacitou mais de 200 stakeholders, entre cooperativas de catadores, empresas de reciclagem e órgãos públicos, para atuarem na coleta seletiva, no transporte adequado e no processamento dos resíduos eletrônicos.


O projeto também contribui para o cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que estabelece a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos e a obrigatoriedade da logística reversa para alguns setores, como o de eletrônicos. A logística reversa é um instrumento que permite o retorno dos produtos após o consumo para o seu reaproveitamento ou destinação final ambientalmente adequada.


A Finep é uma empresa pública que financia projetos voltados para o desenvolvimento e a inovação tecnológica no Brasil. A instituição participa do consórcio ERA-MIN 2, que investe recursos em pesquisas relacionadas ao suprimento, produção, consumo, reutilização e reciclagem de matérias-primas minerais. O Brasil lidera o maior número de projetos apresentados no consórcio, com 22 coordenações mundiais.





 

Ligações externas:

Comments


bottom of page