top of page

Plataforma elétrica da Terraline substitui caminhões autônomos

A cabine Tangra LH1 promete melhor eficiência graças a elementos aerodinâmicos e pneus de baixa resistência. Terraline acredita na descarbonização do transporte de carga com a nova plataforma inovadora e eficiente.


Texto baseado em matéria escrita em inglês de C.C. Weiss para New Atlas


LH1, agora dirigido por humanos

A Terraline, anteriormente conhecida como Solo Advanced Vehicle Technologies, está mudando sua direção e se concentrando agora na produção de caminhões elétricos da Classe 8, operados por condutores humanos. O caminhão Tangra LH1 é o resultado dessa mudança, e promete ser o caminhão Classe 8 com o menor coeficiente de arrasto no mercado, o que resultará em uma autonomia superior a 805 km por carga.


Antes, a Terraline estava concentrada na produção de plataformas autônomas, como a SD1 apresentada em 2022. No entanto, a empresa percebeu a necessidade imediata de veículos elétricos de longa distância operados por humanos e decidiu mudar sua direção para atender a essa demanda. A Terraline planeja realizar testes com clientes ainda este ano.


De acordo com o CEO e seu fundador Graham Doorley, "temos a oportunidade de acelerar a adoção da eletrificação em todas as frotas de carga". A cabine do caminhão Tangra LH1 será elegante e futurista, e sua eficiência será melhorada por meio de elementos aerodinâmicos ativos e pneus de baixa resistência ao rolamento.


A mudança para a produção de caminhões elétricos se deve à necessidade cada vez maior de descarbonizar o transporte de carga. A fabricante acredita que o Tangra LH1 será uma solução eficiente e inovadora para atender a essa demanda.


A autonomia superior a 805 km por carga do é possível graças à sua bateria de grande capacidade e tecnologias que melhoram sua eficiência. O objetivo é oferecer uma solução eficiente e inovadora para a descarbonização do transporte de carga.


A empresa declara estar comprometida em ajudar a descarbonizar o transporte de carga, e acredita que o Tangra LH1 é uma solução viável para atender a essa demanda. O CEO e fundador da empresa, Graham Doorley, afirma que "temos a oportunidade de acelerar a adoção da eletrificação em todas as frotas de carga".


A cabine do caminhão Tangra LH1 será elegante e futurista, e sua eficiência será melhorada por meio de elementos aerodinâmicos ativos e pneus de baixa resistência ao rolamento. A Terraline acredita que a nova plataforma será uma solução eficiente e inovadora para a descarbonização do transporte de carga.


Comments


bottom of page