top of page

O que se sabe sobre a nova fábrica do EVE, o eVTOL da Embraer

Fábrica em Taubaté mostra potencial de polo tecnológico do Vale do Paraíba paulista. terá 500 metros quadrados e poderá gerar 2 mil empregos diretos e indiretos.


Eve vai nascer no Brasil

Leitura rápida:


  • Região tem infraestrutura favorável ao empreendimento

  • Iniciativa deve proporcionar 2 mil empregos diretos e indiretos

  • Anunciada parceria com a Porsche Consulting, especializada em desenvolvimento de soluções de mobilidade aérea urbana

  • Há expectativa de que em 2027 seja lançada a versão para transporte de cargas com capacidade de até 2,2 toneladas e alcance de até 200 milhas.

  • Anunciada parceria com a Porsche Consulting, especializada em desenvolvimento de soluções de mobilidade aérea urbana

  • Há expectativa de que em 2027 seja lançada a versão para transporte de cargas com capacidade de até 2,2 toneladas e alcance de até 200 milhas.


A Embraer e sua subsidiária Eve Air Mobility anunciaram que a primeira fábrica para aeronaves elétricas de pouso vertical (eVTOL) será instalada no município de Taubaté, no interior de São Paulo. A decisão faz parte de um plano de expansão da companhia, que pretende aumentar sua participação no mercado global do segmento.


A nova planta, cujo projeto está sujeito à aprovação final das autoridades, será instalada em uma área de 500 mil metros quadrados, próxima ao Aeroporto de Taubaté. A previsão é que as obras comecem em 2024 e sejam concluídas em 2027.


A escolha da cidade paulista se deve a vários fatores, como a proximidade com o polo aeronáutico de São José dos Campos, onde fica a sede da companhia, a disponibilidade de mão de obra qualificada na região, a infraestrutura logística e o apoio do governo estadual, que ofereceu incentivos fiscais e financiamento para o projeto.


"Quando começamos a procurar um local para fabricar nosso eVTOL, quisemos repensar como a aeronave poderia ser construída utilizando as mais recentes tecnologias e processos de fabricação, combinados com outros aspectos, como a cadeia de suprimentos e logística", disse André Stein, co-CEO da Eve.


A empresa afirmou que a nova fábrica vai gerar cerca de 2 mil empregos diretos e indiretos, além de movimentar a cadeia produtiva local. Informou também que investirá em programas de capacitação profissional e de responsabilidade social na comunidade.


“Estamos focados em alcançar os mais altos padrões de qualidade na fabricação de eVTOL por meio de maior conhecimento e consideração de uma abordagem inovadora. Após uma extensa pesquisa sobre conceitos avançados de fabricação e inovação por mais de um ano, agora estamos preparados para estabelecer nossa fábrica inicial para a produção de eVTOL. Com confiança em nossas capacidades, estamos equipados para dimensionar de forma eficiente o volume de produção de forma sustentável para atender às demandas de um mercado em crescimento”, afirmou Alice Altíssimo, vice-presidente de gerenciamento de programas e operações da Eve.



Sob controle

No último mês de maio foi anunciada parceria com a Porsche Consulting, especializada em desenvolvimento de soluções de mobilidade aérea urbana (“UAM”) de última geração. O presidente da empresa paulista, Francisco Gomes Neto, disse que o objetivo é "oferecer produtos e serviços seguros ao mercado e ser altamente competitivo em eficiência de produção". A nova linha de montagem está sendo projetada para priorizar segurança, qualidade, eficiência, produtividade e sustentabilidade."


Segundo ele, a decisão está contida no plano estratégico de desenvolvimento e baseado no "plano estratégico de crescimento baseado em inovação e sustentabilidade".



O Eve - A aeronave é um veículo aéreo elétrico de decolagem e pouso vertical (eVTOL) projetado para transportar até nove passageiros. Seu alcance de voo é estimado em até 200 km e velocidade máxima de quase 300 km por hora. É um veículo de cabine única com quatro rotores principais e dois de cauda. É feito de uma estrutura de fibra de carbono e é equipado com sistema elétrico de propulsão. A aeronave é projetada para ser silenciosa e eficiente, e não emitirá gases de efeito estufa.


Sua principal funcionalidade é a de fazer o transporte aéreo urbano, conectando pessoas a destinos próximos em minutos, em vez de horas. Ele também pode ser usado para transporte interurbano, conectando cidades próximas.


Há expectativa de que em 2027 seja lançada a versão para transporte de cargas com capacidade de até 2,2 toneladas e alcance de até 200 milhas. Espera que seja usado para uma variedade de aplicações, incluindo última milha e medicamentos.



 

Ligações externas:






Commentaires


bottom of page