top of page

O promissor caminho das govtechs.

Startups voltadas para gestão pública de tecnologias inovadoras, podem melhorar a eficiência e transparência e financeiros governamentais beneficiando, entre outros, o setor de transporte de cargas.


Desenvolvimento de propostas inovadoras para aprimorar a gestão das finanças públicas

As govtechs são startups que desenvolvem respostas tecnológicas voltadas para a gestão pública, oferecendo meios para tornar os serviços governamentais mais eficientes e transparentes. Na área de transporte de cargas, considerados todos os modais, essas empresas podem ser muito úteis para superar deficiências crônicas como segurança e infraestrutura.


Os benefícios que podem trazer são observados em vários países do mundo. Um estudo realizado pelo Banco Mundial identificou que a implementação de recursos de telemetria em frotas de caminhões pode levar a uma redução de até 15% no consumo de combustível e de 10% nas emissões de CO2.

Sua abrangência permite que se vislumbre novas ferramentas para diversos outros setores como economia, saúde, planejamento urbano, educação e treinamento, sustentabilidade, além de outros.


Gestão financeira e contabilidade governamental - Desenvolvimento de propostas inovadoras para aprimorar a gestão das finanças públicas, por exemplo, por meio de instrumental de monitoramento e controle de gastos públicos, ajudando assim a melhorar a eficiência e transparência dos processos licitatórios, por meio de técnicas desenvolvidos pelo trabalho dessa modalidade de techs.


Serviços de saúde pública e monitoramento epidemiológico - Com a ajuda de tecnologias como IA e big data, essas empresas podem vir a desenvolver novas respostas para prevenir e combater doenças, além de monitorar epidemias em tempo real. Por exemplo, podem ser cria procedimentos de análise de dados que identifiquem padrões de surtos de doenças, facilitando a tomada de decisões mais rápidas e precisas pelas autoridades de saúde.


Planejamento urbano e gestão de transporte - Desenvolver novas formas de melhoria da mobilidade nas cidades e reduzir os impactos ambientais causados pelos deslocamentos. Por exemplo, essas empresas podem criar relatórios em tempo real sobre o tráfego, para que os gestores de trânsito possam otimizar o fluxo de veículos e reduzir o congestionamento nas ruas. As podem também ajudar no implemento de melhorias de transporte público de forma a torná-los mais eficientes e sustentáveis.


Educação e treinamento. Essas empresas podem ser úteis no desenvolvimento de metodologia inovadora inovadores para melhorar o acesso e a qualidade do ensino, como por exemplo e programas de educação e de treinamento por meio de plataformas de ensino à distância. Subsidiariamente, podem desenvolver métodos inéditos para avaliação e acompanhamento do desempenho dos alunos, facilitando o trabalho dos professores e melhorando a aprendizagem.


Comunicação e engajamento cívico – Podem ser uma importante ferramenta para ajudar a promover a participação dos cidadãos na tomada de decisões governamentais, por exemplo, por meio de mecanismos de consulta pública e canais de comunicação direta entre governo e sociedade. Podem ainda desenvolver processos que possibilitem aprimoramentos na transparência das informações públicas, como portais de transparência amigáveis para o acesso à informação.


É importante ressaltar que as govtechs precisam trabalhar em estreita colaboração com os governos e outros stakeholders para transmitir de forma adequada os benefícios eletrônicos para o setor público. O diálogo e a cooperação são essenciais para que propostas, inéditas ou aprimoradas atendam às necessidades reais e específicas de cada organização governamental.


Isso significa que essas startups tão peculiares devem investir tempo e recursos em estabelecer uma relação de confiança e colaboração com os governos. Elas precisam entender as regras, regulamentos e limitações do setor público e ser capazes de adaptar seus sistemas digitais avançados para atender às exigências de cada governo.

Também devem considerar necessariamente considerar a questão da segurança cibernética. À medida que mais dados sensíveis são coletados e compartilhados por meio de recursos computacionais, a segurança dessa área se torna uma preocupação crescente. Precisam, portanto, implementar medidas robustas de segurança para proteger os dados governamentais e garantir a privacidade dos cidadãos

.

À medida que os recursos técnicos crescem, os cidadãos exigem mais transparência e participação nos processos governamentais, as govtechs podem viabilizar metodologias que ajudem a melhorar a governança em todo o mundo. Se bem utilizadas, têm o potencial de transformar a maneira como os governos funcionam e interagem com os cidadãos, tornando a governança mais eficiente, transparente e acessível para todos.


 

Ligações externas:

Brasil Lab - “O que é govtech” / Catão, Diogo - Valor Agregado - Tecnologia a favor das govtech, / Leticia Piccolotto Ferreira – Canaltech – Conheça as tendências de GovTech para 2022 / Jaison Niehues , Canaltech - O que são as govtechs e como a tecnologia é utilizada em prol do cidadão? / Daffodil Software - What is GovTech? A Comprehensive Guide to Government / Forbes - What is GovTech and How is it Changing the Public Sector? / The Rise of GovTech - How Startups Are Helping to Transform Government - Tech Nation Entrepreneur - GovTech: Tech for the Public Good



Comentarios


bottom of page