Nova missão para veleiro de 110 anos: transportar cargas no século XXI

O Tukker é um Klipper do Mar do Norte holandês, ou Schoeneraak. Foiconstruído em 1912 e operado no Mar do Norte, transportando carga através dessas águas frias e até as costas circundantes. É uma opção para transporte movido a energia limpa.


Fonte EcoClipper


Imagem original de De Tukker ex-Harle Tief após o lançamento em 1912 em Nieuwe Waterweg perto de Maassluis

Na década de 1980, o Tukker foi reaproveitado. Tornou-se um dos mais célebres e conhecidos navios de treinamento de vela nos Países Baixos, especialmente por seu trabalho com jovens desfavorecidos. Infelizmente, em 2012, foram necessários grandes reparos, o que pôs fim a esse excelente trabalho.

Agora, em 2022, a embarcação mais uma vez tem um novo e emocionante futuro: transportar carga em suas águas antigas e garantir que as pessoas possam experimentar a navegação como parte das viagens.


De acordo com o matéria de Lucas Berredo para o site Olhar Digital, " Tukker é um veleiro klipper —, um tipo de embarcação projetada para altas velocidades em razão de suas linhas agudas, mastro alto e boa extensão de lona".


Arte em 3D do veleiro EcoClipper 500 (Divulgação/EcoClipper)

O que vem a seguir para o Tukker? O barco foi vistoriado e o próximo passo é o trabalho essencial necessário para garantir que ele esteja à altura de um padrão comercial. Predominantemente, há trabalho a ser feito no casco. Uma nova casa de convés será construída e os sistemas e equipamentos serão atualizados. O navio tem forma de barcaça, o que significa que é bastante plano, e será capaz de transportar cerca de 80 metros cúbicos (50-70 toneladas equivalentes) de carga. Também terá hospedagem para até 12 pessoas.

Assista ao vídeo abaixo: Transporte Sustentável. A Nova Era Da Vela


O Mar do Norte Trata-se de um navio bem conhecido que atendeu o mar do norte no final do século XX. Atualmente, não há navios de carga de vela dedicados a esta rota em uma capacidade de serviço com rota fixa.

O Tukker marca o primeiro navio sob a bandeira da startup holandesa .EcoClipper. Aplicadores europeus estão sendo convidados ainvestir na EcoClipper Coöperatie U.A. que atuará como uma holding para constituição a frota subsequente de navios, tanto adaptados quanto construídos.


Um pouco de história

O Mar do Norte tem uma longa história de comércio marítimo. Conecta as economias do Reino Unido, da Escandinávia e do norte da Europa e atua como uma porta de entrada para o mundo além, com os estados bálticos e a Rússia a leste, ou ao redor do Reino Unido às Américas no Ocidente.

O historiador Michael Pye nos conta que a importância dessa rota comercial levou à escavação de valas e diques para drenar os pântanos de sal da Bélgica e dos Países Baixos no início da Idade Média, período frequentemente referido como a Idade das Trevas. Este trabalho criou pastagens e concedeu acesso ao mar. Como tal, as viagens e o comércio no Mar do Norte levaram ao estabelecimento de grande parte do que conhecemos como as fronteiras do norte da Europa hoje.

Uma das primeiras referências históricas ao Mar do Norte veio de Plínio, o Velho (23 / 24 -79AD). O romano se referia à área como "Oceanus Septentrionalis" ou o Oceano Norte e, na época, pensava-se que marcava os limites do mundo.

Construído em 1912, o Tukker é um veleiro klipper — ou schoeneraak —, um tipo de embarcação projetada para altas velocidades em razão de suas linhas agudas, mastro alto e boa extensão de lona. O barco já operava como cargueiro no início do século XX, no Mar do Norte, e, nos anos 1980, foi reaproveitado para ser utilizado como embarcação de treinamento para jovens carentes.