MATO GROSSO DO SUL LANÇA PMI PARA CONCESSÃO DE RODOVIAS

Atualizado: 14 de jan.


Do secretário de Estado de Infraestrutura do Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel “O Estado tem crescido e o fluxo de veículos e de cargas tem aumentado de forma expressiva [nas rodovias] e precisamos dar condições adequadas para todos que ali trafegam”

O governo do MS publicou Edital de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), chamamento público que tem por meta possibilitar à iniciativa privada traçar a viabilidade econômica para o projeto de concessão das rodovias MS-112 e trechos da BR-158 e 436. Um estudo lançado em 16 de abril por meio do Escritório de Parcerias Estratégicas (EPE) busca a adequação de capacidade, reabilitação, operação, manutenção e conservação dessas vias.

Considerando bastante exitosa a concessão da MS 306 - vencida pelo Consócio Way306 - vista como polo de integração comercial entre os estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo, Goiás e Minas Gerais, por ser via de escoamento de produção de açúcar, álcool, algodão, soja e milho, o titular da SEINFRA, Eduardo Riedel disse que o edital “busca fazer os estudos necessários para que a gente continue atraindo capital privado para melhorar eixos estruturantes” do Estado.



Trecho da rodovia MS 112 em fase de concessão.
MS-112


A secretária Especial de Parcerias Estratégicas, Eliane Detoni afirma que o governo sul-mato-grossense possui um portfólio destinado a essas possíveis concessões ou Parcerias Público- Privada (PPP) e vários projetos já estão bem avançados nesse aspecto. Entre eles estão as concessões de algumas rodovias. Essa estratégia coloca Mato Grosso do Sul no cenário nacional e garante melhoria nos serviços prestados à população”.



Para Relembrar:



A MS-306 foi a primeira rodovia do Mato Grosso do Sul concedida à iniciativa privada. O Consórcio vencedor Way-306, vencedor do leilão realizado em 2019, é formado pelas empresas GLP Engenharia, Comércio Bandeirantes, TCL, Senpar e TORC e assumiu a concessão projetando investimentos estimados em cerca de R $1,7 bilhões pelo período de 30 anos. Em seu primeiro ano os investimentos teriam sido de aproximadamente R $110 milhões em obras de recuperação de pavimento, construção de bases operacionais, atendimento ao usuário e na construção do posto de fiscalização da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul.

O trecho concedido abrange da divisa do Estado do Mato Grosso do Sul com o Estado de Goiás, atravessando três municípios: Costa Rica, Chapadão do Sul e Cassilândia, todos localizados na porção nordeste do Estado de Mato Grosso do Sul.



Cena do leilão realizado na B3 em SãoPaulo e que concedeu a rodovia MS 306 ao Consórcio WAY-306.
Leilão para concessão da MS 306 - 2019





 


Com informações da Subcom/MS , EPE-SEGOV/MS e O Estado de Minas - Economia