LICITAÇÃO: CENTRO DE LOGÍSTICA DE MEDICAMENTOS NO DISTRITO FEDERAL.

BRASIL


O objetivo é o de que a unidade se responsabilize pela distribuição, operação e manutenção de rede logística de medicamentos, hemoderivados, vacinas, soros, insumos e itens de nutrição, além de centralizar e integrar todos os processos da cadeia de frios e de suprimentos da Secretaria de Saúde do DF. Está definido que o modelo de PPP será o de concessão administrativa.



O objetivo é o de que a unidade se responsabilize pela distribuição, operação e manutenção de rede logística de medicamentos, hemoderivados, vacinas, soros, insumos e itens de nutrição, além de centralizar e integrar todos os processos da cadeia de frios e de suprimentos da Secretaria de Saúde do DF. Está definido que o modelo de PPP será o de concessão administrativa.

Com essa iniciativa esperam-se controle de estoque, movimentação, transporte, rastreabilidade dos produtos, otimização dos espaços físicos e redução de custos com operação logística da cadeia de suprimentos.

Maravilha, mas o que falta até que o Centro comece a ser construído? Nós aqui, por conta e risco, dividimos a coisa em fases para melhor entendimento. A fase 1 é aquela que consta do primeiro parágrafo. Vamos lá:

FASE: 2 (agora): Processo de Manifestação de Interesse. O projeto passa por ajustes para adequação a apresentação em consulta e audiência públicas;

Fase 3: Envios da documentação para análise do Tribunal de Contas do Distrito Federal;

Fase 4: Publicação de licitação

Caberá à empresa vitoriosa construir, operar e manter o Centro Logístico. Estima-se que todo esse processo seja finalizado no primeiro semestre do ano que vem, isto é, se correr sem atropelos até lá.

Mas espere: depois do ok final de todo mundo ainda tem “assinatura do contrato e algumas liberações para as obras” como reconhece o próprio, Bruno Oliveira que é o secretário-executivo da Secretaria de Projetos Especiais, órgão que coordena o Plano de Negócios em conjunto com a VTC.