JAC Motors lança furgão elétrico custa perto de R$ 420 mil no Brasil.

Atualizado: 14 de jan.

Com autonomia de 235 km, JAC iEV750V carrega até 1,54 tonelada.

O veículo concorre com Sprinter e Ducato.



Lançado ao preço de 386.000,00 JAC iEV750V ao Brasil, o novo iEV750V já era anunciado a 419.800 (*) na quarta semana de outubro. Primeiro primeiro furgão elétrico de grande porte vendido no país, tem capacidade para levar cargas de até 1,54 tonelada e autonomia de até 280 km. Importado da China, o JAC iEV750V tem porte semelhante ao de modelos como Mercedes Sprinter e Fiat Ducato. O furgão elétrico conta com um compartimento de cargas com volume de 12,3 m³ e capacidade para três ocupantes.

Ele é equipado com um motor elétrico de 163 cv e excelentes 750 Nm de torque, que permite ao utilitário uma aceleração de 0 a 50 km/h em 12 segundos e uma velocidade máxima de 100 km/h. A bateria de 92 kWh oferece uma autonomia de 235 km, mas pode chegar a 280 km ao ativar o modo ECO, que recupera energia cinética a partir do sistema de freios regenerativos. De acordo com a JAC Motors, é possível ainda rodar até 430 km em velocidade média de 40 km/h.

"As grandes companhias, sejam brasileiras ou multinacionais, estão sendo cobradas por acionistas, clientes e, em alguns países, também pelas autoridades quanto à emissão de CO2 na cadeia produtiva. Isso é um fenômeno mundial. E a adoção do veículo 100% elétrico cai como uma luva para resolver essa questão. Uma van movida a diesel que rode, hoje, 40.000 km por ano, emite cerca de 20 toneladas de CO2 no período. São 200 toneladas para cada veículo num prazo de dez anos”, afirma Sergio Habib, presidente do Grupo SHC e da JAC Motors Brasil.

Além disso, segundo a JAC Motors, outro destaque do iEV750V é o baixo custo de rodagem. e acordo com os cálculos da montadora, uma carga completa de 92 kWh custa em média R$ 55 em São Paulo o que equivale a R$ 0,60/kWh . Considerando a autonomia de 280 km, o custo seria de R$ 0,20 por km rodado, contra R$ 0,64 por km de uma van a diesel com consumo médio de 7 km/l de diesel. (**)

Por fim, a JAC Motors também afirma que os custos de manutenção do iEV750V são até seis vezes menores do que um furgão a combustão equivalente. Isso porque o furgão elétrico não possui componentes mecânicos como câmbio, radiador, filtros de ar, óleo e combustível, sistema de escapamento, correias, bico injetor e bomba de injeção.


(*) Fonte: JAC Motors
(**) Cálculos feitos com base em números junho de 2021

Texto originalmente escrito por João Buffon para Portal Terra, com atualização de TRC ON TIME em outubro de 2021