top of page

Fábrica de caminhão elétrico acessível começa a funcionar em breve no Brasil

A Hitech Electric, parte do programa de corporate venture capital da Positivo Tecnologia, vai inaugurar em breve uma fábrica dedicada à produção de EVs no Brasil.


Texto-base original : O Grande Jornal com participação de 4Rodas



A nova planta da empresa especializada em veículos elétricos fica instalada no município de Campo Largo (PR), possui 10.000 m² e começa a operar em março deste ano com uma linha de produção de caminhões compactos.


Os dois modelos montados em solo nacional serão o e.coTruck, equipado com caçamba, e o caminhão baú e.coCargo.A dupla com motor elétrico instalado na traseira foi projetada para atender o setor industrial e de entregas.


De início, serão fabricados 50 unidades por mês. O plano é dobrar a meta ainda em 2023 para 100 exemplares. Os veículos virão equipados com baterias de fosfato de ferro-lítio da multinacional brasileira WEG.


Desempenho e capacidade de carga - A potência de pico da dupla equivale a pouco mais de 32 cavalos, já a nominal é de 16 cavalos. Parece pouco, no entanto, é o suficiente para levar até 800 kg de carga e atingir 70 km/h, informa a fabricante.


O CEO da Hitech Electric, Rodrigo Contin, afirma que a novidade pode melhorar as entregas de encomendas, aplicativos de delivery, redes de e-commerce e mais.


Opções de bateria


- O comprador pode escolher entre três configurações: A de entrada possui 7,7 kWh de capacidade e oferece 80 km de autonomia. Essa versão, no entanto, pode rodar apenas em instalações .Já a intermediária, com 15,7 kWh, percorre 140 km com o “tanque cheio” e pode ser emplacada normalmente. A topo de linha possui bateria dupla de 15,7 kWh e atinge a marca de 280 km por carga. No entanto, o preço final sobre para quase R$ 180 mil.


E o preço - Falando em preço, o e.coTruck de entrada sai a partir de R$ 123.920, já o e.coCargo custa de partida R$ 125.420. Ambos vem com direção elétrica de fábrica e custam menos que o carro elétrico mais barato do Brasil, que sai por quase R$ 147 mil.


O ar-condicionado é oferecido como opcional por mais R$ 3.990. Apesar de não entrar em muitos detalhes sobre a recarga, a fabricante diz que é possível carregar os veículos em qualquer tomada de 110V ou 220V. Segundo a Hitech, o primeiro lote já foi vendido.


Imagem principal: Hitech Electric/Divulgação


Com informações da Quatro Rodas


Commenti


bottom of page