top of page

Embraer e britânica GKN Aerospace anunciam parceria para avião a hidrogênio

As empresas vão colaborar em programas de desenvolvimento tecnológico na área de hidrogênio, visando reduzir as emissões na aviação.


Aposta no Hidrogênio - Imagem Embraer

Leitura rápida

  • Embraer e GKN Aerospace assinam acordo de colaboração em Paris

  • Parceria busca acelerar a implementação de tecnologias de hidrogênio na aviação

  • Colaboração também explorará uma potencial plataforma de demonstração da tecnologia em voo

  • Acordo faz parte do compromisso da Embraer com os esforços globais para atingir zero emissões até 2050

  • Empresas vão utilizar seus conhecimentos e recursos para apoiar o desenvolvimento da tecnologia de célula combustível a hidrogênio

  • GKN Aerospace colabora com avançados estudos sobre hidrogênio na Holanda, Suécia e Reino Unido

  • Parceria exemplifica o compromisso das empresas em impulsionar a inovação e abrir caminho para um futuro mais verde para o setor aeroespacial

A Embraer e a GKN Aerospace, empresas líderes do setor aeroespacial, anunciaram hoje um acordo de colaboração em programas de desenvolvimento tecnológico na área de hidrogênio. A parceria busca acelerar a implementação de tecnologias de hidrogênio na aviação, reduzindo assim as emissões para um futuro mais sustentável. A colaboração também explorará potencial plataforma de demonstração da tecnologia em voo.

O acordo foi assinado durante o Paris Air Show, um dos maiores eventos do setor aeroespacial do mundo. Ele faz parte do compromisso da Embraer com os esforços globais para colaborar com as metas da indústria de transporte aéreo de atingir zero emissões até 2050.

Juntas, vão utilizar seus conhecimentos e recursos para apoiar ativamente o desenvolvimento da inovadora tecnologia de célula combustível a hidrogênio, bem como otimizar a integração de sistemas em plataforma aeronáutica. A célula combustível a hidrogênio é um dispositivo que converte a energia química do hidrogênio em eletricidade, gerando apenas água como subproduto. Essa tecnologia pode substituir os motores convencionais movidos a combustíveis fósseis, que são responsáveis por grande parte das emissões de gases de efeito estufa na atmosfera.

A GKN Aerospace é uma empresa britânica que fornece soluções integradas para o setor aeroespacial, incluindo motores, estruturas, sistemas e serviços. A empresa colabora com avançados estudos sobre hidrogênio na Holanda, Suécia e Reino Unido, buscando desenvolver sistemas de propulsão elétrica baseados em hidrogênio para diferentes tipos de aeronaves.

A brasileira Embraer que é a líder mundial na fabricação de jatos comerciais com até 150 assentos também atua nos segmentos de aviação executiva, defesa, segurança e serviços. A companhia tem uma forte tradição em inovação e sustentabilidade, tendo sido reconhecida como uma das empresas mais sustentáveis do mundo pelo Índice Dow Jones de Sustentabilidade.

“O imperativo da sustentabilidade impulsiona os programas de pesquisa e desenvolvimento da Embraer e o potencial desenvolvimento de um demonstrador de tecnologia a hidrogênio representa um marco importante em nossa rota tecnológica rumo ao futuro da aviação sustentável. É uma satisfação ter a GKN Aerospace como parceira nesta jornada”, disse Luís Carlos Affonso, Vice-Presidente de Engenharia e Desenvolvimento Tecnológico da Embraer.

“Colaboração é fundamental para explorar soluções inovadoras e acelerar tecnologias disruptivas. É por isso que estamos entusiasmados em trabalhar em conjunto com a GKN Aerospace, que compartilha da nossa mesma visão, para viabilizar a aplicação de tecnologias disruptivas em busca de um futuro mais sustentável”, disse Daniel Moczydlower, Diretor Global de Ecossistemas de Inovação da Embraer.

Jhn Pritchard, Presidente da unidade Civil Airframe da GKN Aerospace disse: “Estamos orgulhosos em realizar parceria com a Embraer e explorar os próximos passos na adoção de tecnologias de hidrogênio na aviação. Ao unir forças e aproveitar o poder destas tecnologias, não estamos apenas reduzindo as emissões de carbono, mas também criando uma nova era de viagens aéreas mais sustentáveis. Esta parceria exemplifica nosso compromisso em impulsionar a inovação e abrir caminho para um futuro mais verde para o setor aeroespacial”.

Russ Dunn, CTO da GKN Aerospace acrescentou: “A aviação movida a hidrogênio representa uma solução tangível e atraente para termos voos com zero emissões. O avanço de uma nova tecnologia exige uma colaboração inédita dentro da indústria, a exemplo desta parceria com a Embraer, bem como a combinação de experiência em ecossistemas aeroespaciais em nossos países e apoio entre governos”.


 

Ligações Externas




bottom of page