top of page

Electrolux reduz custos com plataforma de frete aéreo online

Electrolux reduziu o tempo e o custo com frete aéreo no Brasil ao usar a plataforma online da Freightos, que oferece um marketplace de transporte de cargas.

Redução de tempo e de custos

Resumo

  • Electrolux economiza com frete aéreo usando plataforma on line

  • Empresa sueca de eletrodomésticos usa marketplace da Freightos para comparar e reservar fretes aéreos

  • Redução de 50% no tempo e 20% no custo com transporte é o resultado da adoção da plataforma

  • Freightos é uma startup israelense fundada em 2012 e com mais de 10 mil clientes

  • Plataforma facilita o rastreamento e o gerenciamento das remessas, com suporte e atualizações em tempo real


A Electrolux, empresa sueca de eletrodomésticos, encontrou uma forma de economizar tempo e dinheiro na contratação de frete aéreo para suas operações no Brasil. A companhia passou a usar a plataforma online da Freightos, uma startup israelense que oferece um marketplace de transporte de cargas.


A plataforma permite que os clientes comprem e reservem fretes aéreos de diferentes fornecedores, com transparência de preços e prazos. Além disso, a plataforma facilita o rastreamento e o gerenciamento das remessas, com suporte e atualizações em tempo real.


Segundo a Electrolux, adotar a solução resultou em uma redução de 50% no tempo gasto com cotações e contratações de frete aéreo, além de uma economia de 20% nos custos com transporte. A empresa também relatou uma melhora na qualidade do serviço e na satisfação dos clientes.


A fabricante utiliza o frete aéreo para importar peças e componentes para suas fábricas no Brasil, bem como para exportar produtos acabados para outros países. A empresa tem como objetivo aumentar sua participação no mercado global de eletrodomésticos, que deve crescer 3,5% ao ano até 2025, segundo a Research and Markets.


A Freightos foi fundada em 2012 e tem sede em Jerusalém. A empresa conta com mais de 10 mil clientes em todo o mundo, incluindo grandes marcas como Siemens, Panasonic e Marks & Spencer. A startup já recebeu mais de US$ 90 milhões em investimentos de fundos como GE Ventures, Aleph e Singapore Exchange.





 

Ligações externas:



Comments


bottom of page