top of page

DP World investe em energia renovável no Porto de Santos

Empresa portuária quer substituir óleo diesel por eletricidade e reduzir emissões de carbono até 2040.

Projeto de eletrificação no porto de Santos busca neutralidade de carbono

Leitura rápida


  • DP World é o principal terminal privado multiuso do Brasil

  • Projeto de eletrificação custa US$ 16,2 milhões e visa economia e sustentabilidade

  • Eletrificação no Brasil é uma tendência crescente em diversos setores, como automotivo e comercial

  • Brasil tem meta de reduzir em 50% as emissões de gases de efeito estufa até 2030 e zerar até 2050


A DP World, empresa portuária que opera o principal terminal privado multiuso do Brasil, no Porto de Santos, está acelerando a adoção de energia renovável em suas operações. A fase inicial do projeto de eletrificação se concentra na substituição de óleo diesel por energia elétrica, com investimentos de US$ 16,2 milhões. A mudança procura reduzir os custos operacionais e as emissões de gases de efeito estufa, contribuindo para a economia e a sustentabilidade do negócio.


A iniciativa faz parte da estratégia global da DP World para alcançar a neutralidade de carbono até 2040. A empresa se comprometeu a reduzir em 30% a intensidade das emissões de carbono por TEU (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés) até 2030 e em 50% até 2040, em relação aos níveis de 2018. Além disso, a empresa pretende aumentar o uso de energia renovável em suas operações para 60% até 2030 e para 100% até 2040.


A eletrificação no Brasil é uma tendência crescente em diversos setores, como automotivo e comercial. Segundo o Balanço Energético Nacional (BEN 2021), as fontes renováveis, como hídrica, solar e eólica, representaram 48% da matriz energética brasileira em 2020, um aumento de cinco pontos percentuais em relação a 2011. O País também tem a meta ambiciosa de reduzir em 50% as emissões de gases de efeito estufa até 2030 e zerá-las até 2050, conforme anunciado na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), em 2021.


O diretor-presidente da DP World Santos, Dallas Hampton, afirmou que o projeto de eletrificação é um passo importante para o desenvolvimento sustentável. "Estamos comprometidos com a preservação do meio ambiente e com a geração de valor para nossos clientes, colaboradores, acionistas e comunidades onde atuamos. A eletrificação é uma forma de contribuir para a redução das emissões de carbono e para o aumento da eficiência energética nas operações portuárias", disse.


INFRAESTRUTURA




 

Ligações externas:


Comments


bottom of page