DHL aponta quatro tendências de varejo eletrônico em 2022

A DHL identificou quatro tendências importantes para o varejo eletrônico por meio do estudo “E-tailers’ Almanac” 2022, que tem como objetivo ajudar os lojistas online a planejarem as suas vendas. Elas são baseadas no feedback dos clientes da DHL eCommerce Solutions nos Estados Unidos e também nos desenvolvimentos da indústria de encomendas leves no ano de 2021.


Publicação Cargo News



Desde o início da pandemia, os comerciantes online estão utilizando diversas transportadoras para embarque de seus produtos e essa tendência parece ter chegado para ficar. O objetivo é garantir que tenham flexibilidade para enviar seus produtos e mais opções para enfrentar as restrições de capacidade no mercado. No final de 2021, alguns lojistas online viram os clientes se tornando mais flexíveis na seleção de itens. Com o medo de possíveis atrasos relatados na cadeia de suprimentos, os varejistas descobriram que alguns consumidores acabavam escolhendo outras cores ou estilos quando as primeiras opções estavam em falta. Além disso, mais consumidores estão “agrupando” as suas compras, para que cheguem em uma mesma caixa ou pacote.

A previsibilidade em tempo real - Para os varejistas eletrônicos, ter a capacidade de prever e conectar sua cadeia de suprimentos e otimizar dados para ajudá-los na tomada de decisões em tempo real está se tornando uma necessidade. Eles não estão apenas exigindo tempos de envio rápidos, mas a capacidade de identificar gargalos e simular cenários hipotéticos para ajudar a mitigar quaisquer problemas com sua solução de envio.

Como resultado, muitos operadores de logística estão aumentando e investindo em suas análises preditivas e recursos de notificação em tempo real para melhorar a qualidade da experiência do cliente. “Aqui vale dizer que a previsibilidade faz muita diferença na qualidade de quem presta o serviço. E esta pode ser considerada uma das principais tendências para o setor, pois, para o varejo, é extremamente importante saber quando a sua carga vai embarcar e quando ela vai chegar no seu destino”, comenta Eric Brenner, CEO da DHL Global Forwarding no Brasil.

“Neste caso, a DHL Global Forwarding sai na frente de suas concorrentes no Brasil e no mundo, já que possui uma rede global, completamente conectada e estruturada. Isso faz com que nossos clientes saibam tudo o que pode ocorrer com a sua carga antes, durante o embarque – praticamente em tempo real – e depois, até chegar em seu destino. Além disso, a DHL Global Forwarding também faz um estudo personalizado, para cada cliente, para que se possa prever possíveis intercorrências ao longo do transporte de determinada carga, seja por via rodoviária, aérea ou marítima”, explica o CEO.

Previsão gera exatidão - No terceiro ano da pandemia, já existem aprendizados consolidados sobre como o comportamento do consumidor mudou. Para alguns comerciantes, suas previsões de volume de vendas para 2021 provaram ser uma ciência inexata. Isso torna-se um problema para os operadores logísticos, que planejam as capacidades de seus centros de distribuição, quantidade de pessoal, capacidade de transporte aéreo e terrestre com base nas previsões de seus clientes. Portanto, a precisão é fundamental.

Essa questão ainda pode ser um desafio em 2022, devido a todas as incertezas econômicas e à escassez de mão de obra. Para que os varejistas eletrônicos prosperem, eles devem analisar seu histórico e volumes de remessa, além de garantir que todos os documentos e arquivos de dados eletrônicos sejam preparados com precisão, as etiquetas sejam colocadas corretamente nos pacotes para minimizar os atrasos no envio e todos os principais feriados e fechamentos sejam previstos com antecedência.


 

Os artigos e materiais aqui reproduzidos não representam necessariamente a opinião de TRC IN TIME.

A presente matéria é reproduzida de outra publicação e obedece a legislação brasileira de direitos autorais (Artigo 46 da Lei nº 9.610 / 1998) / This article is reproduced from another publication and complies with Brazilian copyright legislation (Article 46 of Law No. 9,610 / 1998 Copyright Article 46 of Law No. 9,610 of February 19, 1998).


 


cubpb.gif