DB Schenker acumula mais de 1,5 milhões de quilômetros percorridos com veículos elétricos

A DB Schenker organizou o ‘Fórum de Logística Sustentável’ como plataforma de discussão para expedidores e transportadores por ocasião do 150.º aniversário da fundação da empresa. Ao fazê-lo, a empresa está a enviar uma mensagem à indústria para intensificar ainda mais os esforços no sentido de soluções de transporte e logística que respeitem o ambiente.


Por Supplychain Magazine - Portugal


Futuro do transporte de de cargas é movido a eletricidade

A DB Schenker promoveu o ‘Fórum de Logística Sustentável’ em Berlim, no qual participaram autoridades estatais e industriais que concordaram com a urgência de descarbonizar o transporte rodoviário de mercadorias – O operador logístico pretende ter uma frota de entregas urbanas totalmente elétrica até 2030.

O fornecedor de soluções globais de logística procura descarbonizar o transporte de mercadorias do futuro como parte de um ambicioso plano de sustentabilidade que já viu mais de 1,5 milhões de quilómetros percorridos com camiões elétricos na sua rede europeia de transporte rodoviário. A empresa tornou público este número no “Fórum de Logística Sustentável da DB Schenker”, realizado em Berlim, onde também salientou que está a intensificar os seus esforços para substituir a sua frota de entregas urbanas por uma totalmente elétrica até 2030.

Durante o encontro, Volker Wissing, Ministro Federal Alemão dos Assuntos Digitais e Transportes, explicou que “para atingir os nossos objetivos em matéria de alterações climáticas, precisamos urgentemente de descarbonizar o setor dos transportes rodoviários. Os grupos motopropulsores elétricos já podem utilizar a sua potência inerente, especialmente nas cidades e na última milha, dando um importante contributo para reduzir de forma sustentável as emissões dos transportes”.

Segundo Levin Holle, Presidente do Conselho de Supervisão da Schenker AG, “a DB Schenker já fez bons progressos no sentido da proteção climática nas suas principais unidades de negócio. Queremos que a empresa, bem como todo o Grupo DB, seja neutra em termos de emissões até 2040. É um longo caminho pela frente, e é por isso que estamos agora a tomar medidas decisivas”.

Jochen Thewes, diretor geral da Schenker AG, afirmou que “a DB Schenker quer unir forças com expedidores e transportadores para avançar no sentido de um transporte rodoviário livre de CO2. A este respeito, estamos a investir fortemente em cadeias de abastecimento verdes, apesar dos elevados custos envolvidos, a fim de proteger o nosso clima. O nosso apelo também deve ir ao encontro dos nossos clientes: a oferta está ao seu alcance. Agora, a procura e a vontade de pagar por transportes limpos deve também aumentar”.

A DB Schenker começou a operar os seus dois primeiros camiões elétricos em Berlim em 2017. Até à data, a frota elétrica da maior rede de transportes rodoviários da Europa cresceu para 79 veículos. Com camiões elétricos produzidos em série de todos os principais fabricantes da sua rede de grupagem, a DB Schenker é capaz de fazer entregas sem CO2 a partir de mais de 60 locais em toda a Europa, utilizando mais de 60 bicicletas de carga em 24 cidades europeias no seu transporte urbano.