top of page

Conheça as principais tendências que marcarão ritmo logístico de 2023

Com o e-commerce a todo vapor, o mercado logístico visa tendências que apontam para um armazém cada vez mais robotizado e digitalizado.


Crédito: Eu, Rio -




Os avanços tecnológicos, como o gêmeo digital ou o cloud computing (computação na nuvem), oferecem uma maior agilidade, segurança e confiabilidade às operações logísticas.


Em um meio em constante transformação, a cadeia de suprimentos exige soluções que aumentam a resiliência diante dos desafios oferecidos pela logística 4.0.

A Invent Número 1, especializada em automação de processos logísticos, é 4.0 e traz as 5 principais tendências que irão marcar o ritmo logístico do ano de 2023:


1) Simulação de armazéns


A simulação que utiliza a tecnologia digital twin, proporciona uma maior competitividade às empresas. Consiste em efetuar réplicas virtuais de objetos ou processos para reproduzir como seria o comportamento real de seus homólogos.

No plano logístico a representação virtual dos processos permite simular o layout do armazém, assim como os fluxos de operadores e mercadoria. Graças à representação em três dimensões da instalação, o cliente pode visualizar como será sua logística.


2) Flexibilidade logística


A logística flexível foi essencial ao longo de 2022 e continuará sendo este ano. Fatores como a consolidação da logística omnichannel, a sazonalidade do produto ou o gerenciamento das devoluções fizeram com que muitas empresas flexibilizaram sua logística para serem competitivas.


3) Automação robótica de processos


A tecnologia RPA (Robotic Process Automation), ou seja, a adoção de robôs de software para interagir com programas de forma automatizada, continuará a desempenhar um papel importante nos processos empresariais em 2023.

A automação robótica de processos é utilizada para automatizar tarefas repetitivas, tais como conectar-se a aplicativos web, copiar e colar dados, mover arquivos ou criar diretórios e pastas, entre outras funções.


4) Cloud computing


A computação na nuvem (do inglês, cloud computing) está redefinindo o gerenciamento das empresas e, mais especificamente, o modo de organizar a cadeia de suprimentos.

O software como serviço (SaaS, software as a service) será outra das tendências logísticas que deixará sua marca em 2023. Digitalizar a logística com um software de gerenciamento de armazém (WMS) na modalidade SaaS (na nuvem) proporciona acesso a partir de qualquer dispositivo com conexão à internet e permite economizar custos de infraestrutura e manutenção.


5) Mineração de dados


A mineração de dados (data mining) consiste em analisar grandes volumes de informação com o objetivo de detectar e extrair padrões que revelem informações úteis para apoiar a tomada de decisão nas empresas.


Na logística 4.0, a detecção automática de padrões em operações como o recebimento, a preparação ou a devolução de pedidos poderia contribuir para melhorar a previsão da demanda de estoque e obter um maior controle sobre o mesmo.


Como a tecnologia está tornando a logística mais eficiente


Apenas alguns anos atrás, a Roadrunner Freight estava lutando financeiramente após um escândalo de fraude de valores mobiliários. Hoje, a transportadora de carga inferior a um caminhão se autodenomina "a maior história de retorno do transporte".

Como a empresa fez isso? Usando tecnologia e dados.

Tomasz Jamroz, chefe de tecnologia, operações e linehaul, explica que a nova liderança decidiu que não continuaria fazendo as coisas do jeito que estavam.


"Nós meio que traçamos uma linha na areia [e dissemos] vamos em direção a ser orientados por dados. Vamos tomar decisões com base em dados e usar a tecnologia para melhorar as coisas versus evidências anedóticas e conhecimento baseado em legado.



Comments


bottom of page